sábado, março 31, 2007

bichos s/a

um
puxando
o tapete
do outro

cada um
por si
de igual
pra
igual

todos
sobre
o mesmo
tapete.

2 comentários:

Loba disse...

Como eu te disse, ler vc é voltar à eterna pergunta: como ele consegue ser tão perfeito em tão poucas palavras?
Não é fácil transformar em poesia a face predadora do capitalismo!!!
Beijo poetinha! Te gosto, viu?

Anônimo disse...

humanidade, meu amor, humanidade!

te beijo

Taís