terça-feira, maio 29, 2007

Redundância

a morte existe
para que a vida
seja completa

e as pálpebras
para que a noite
seja completa

4 comentários:

Vicente Siqueira disse...

Oi, Poeta.
Voltei.
Vou ficar um mês inteirinho por aqui.
Rapaz, que coisa maravilhosa ficou o seu blog.
Sua criação está a mil.
Parece um laboratório incansável a despejar emoção e sensibilidade em pouquíssimas linhas.
Voltei e gostei de ter voltado.
Vida longa, poeta, e muita, muita criação.
Doces procê.
Vicente Siqueira

Loba disse...

Redundância e dizer que gosto de vc! Ou não? rs...
Beijocas

Ana disse...

Gostei muito deste seu poema, venho sempre ler teu blog!
Abraço!

Loba disse...

Redundante agora são as saudades. Pq tanto sumiço, hein?
Bjs