segunda-feira, junho 11, 2007

de propósito

foram
os deuses
foram eles

foram
as deusas
foram elas

esqueceram
algum
barulho

onde
a poesia
cochilava.

8 comentários:

Blogue da Magui disse...

Os deuses não.Os humanos.Os deuses semrpe nos alertam mas não sabemos entender.

Fernanda disse...

Não sei se lembra do meu blog ... mas to passando aqui pra avisar que eu voltei. Beijo.

claudia disse...

fazendo um barulho por aqui...

beijos

Anônimo disse...

posso acordá-la???

te beijo

Taís

douglas D. disse...

tua poesia está aqui...ecoando...provocando imagens...
bela!bela!

D'Noronha disse...

Caro poeta,
Agradeço pelo envio do livro e pela honra de poder ilustrar com a capa, seus belos poemas.
Postei um link lá no blog.
Um grande abraço e parabéns!
D'Noronha

Loba disse...

Se eu disser que poesia não cochila, só finge, vc acredita? rs...
Acho que hoje eu queria um outro poema como o Retratação - mas antes, as doze tentativas de explicação, tá? rs..
Beijocas

Dora disse...

Caro Wilson. Tenho tanto a lhe agradecer. Queria um dia fazer isso em versos, mas não ouso...Seria muita presunção minha.
Seus versos, ou seu "versejar" faz lembrar mesmo os antigos gregos que julgavam os poetas enviados dos deuses. Você herdou esse mito e o tornou verdade. A poesia cochila e você fica bem desperto, velando-a...Só pode ser.
Beijos para você.
Dora