sexta-feira, setembro 28, 2007

in finita mente

(a partir de um "conceito" desgastado)

os seres
as coisas
tudo
perecível

não cabe
no
instante
o amanhã

:
é imenso.

###

hoje tem texto meu aqui em Blocos
leia mais aqui

5 comentários:

Loba disse...

todo conceito é relativo e o amanhã
é sempre imenso - quando se faz grande o presente.
morro de inveja desta imensa capacidade de fazer duas ou três palavras parecerem mil!
Bjs

Vieira Calado disse...

Simples e esbelto.
Gosto destas coisas.
Um abrço.

Vicente Siqueira disse...

Oi, Poeta.
Oi, Wilson.
Tenho a mesma a inveja que a LOba tem de você.
É incrível como você tem o dom de escrever tanto as coisas que eu mesmo queria escrever.
Doces abraços, Grande Poeta.
Doces.
Vicente

Vicente Siqueira disse...

Ah, Poeta.
E pra completar vou levar algumas linhas daqui. Ok?
Então, ok!
Vicente

Anônimo disse...

é que tudo cabe... numa mala... numa panela...

te beijo