quarta-feira, dezembro 05, 2007

Dez a fio

Explicito o texto sempre díptico claro-escuro guardado nunca
e até nos (modernos) tratados de astronomia
mas no fundo no fundo do fundo
tudo é oferenda ao mesmo assunto & (ou) como prefiro
objeto de intenso recomeçar
algo assim cântico sem palavras lascas de silêncio e autobiografia
ante sala de algum possível comentário
não raro absurdo convite me chama eu vôo
todo dia ha milênios
mergulho no imenso e (des)aprendo um tanto
agora por exemplo o oco das palavras é sólido e dói menos onde
sou in finita mente vazio.

###

Recebi um desafio da amiga Taís Morais ela me convidou para fazer parte da ENCRUZILHADA.

A tarefa consiste em compor uma prosa, conto ou poesia utilizando o título dos últimos 10 posts,
não necessariamente na mesma ordem de publicação, e podendo usar outras palavras
para dar sentido ao texto.

2 comentários:

Anônimo disse...

Parfait!!!!
Cher ami, sabia que você faria algo genial!

super beijo

Taís

loba disse...

como disse a taís, genial! e arrancou de vc mais de dez palavras! :)
fui tb desafiada... mas ainda não consegui tempo pra pensar nisso. mas tempo pra sentir saudade eu tenho, viu?
beijão