terça-feira, setembro 05, 2006

Poeta

só quem
entra
no poema

entra
e sai
no espelho

:sabe
que poema

não
tem saída.

--------------

para o Vicente : http://docespoesias.blogspot.com/

2 comentários:

Vicente Siqueira disse...

Oi, Poeta.
Concordo com você em número e grau, ou melhor em palavra e poesia, porque só se entra no poema quem "é do ramo", caso contrário nem mesmo arranha a casca.
Para se entrar é preciso estar com disposição e sensibilidade, ou fica-se de fora. É fatal.
Bem, sendo do ramo e estando com disposição e sensibilidade,quem entra é poeta.
E quem é poeta e entra não quer sair, portanto não é necessário ter saída.
Fica-se em conluio íntimo: poeta e poema. Um faz parte do outro. Um sem o outro não sobrevive (Ihhh, descobri a roda?). O casamento é perfeito.
Não se quer sair.
Ééé, Poeta... poema não tem saída. Mesmo.
Abraços.
Vicente.

Loba disse...

Verdade: poema não tem saída! Mas como quem não é poeta consegue ficar preso a ele, hein? rs...
Muito lindo!!!
Beijocas