segunda-feira, setembro 25, 2006

Tudo Inútil

minhas mãos
não tocam
o mistério

minhas mãos
não estão
disponíveis

minhas mãos
a palavra
não devolve.

5 comentários:

Clara disse...

Passeando pelas tuas palavras para dizer simplesmente: oi.
Gosto das tuas poesias, de como entrega à palavra a propria vida.
Beijos.

Vicente Siqueira disse...

Oi, Poeta.
Trouxe doces.
Não acho que tudo seja inútil. Pelo menos as palavras não são.
Vicente

claudia disse...

oi

lindo querido
muito lindo

Saramar disse...

Belíssimo!

Dora disse...

Presas à palavra, as mãos roçam o mistério, mas o cerne dele, mesmo, está além de mãos e palavras!
Beijos!!
Dora