sábado, novembro 25, 2006

Ambos

o poema
e o sonho talhados
na matéria

com que faço
a realidade

funcionar-me.

7 comentários:

douglas D. disse...

gostei!
abs.

adelaide amorim disse...

é isso, Wilson - poema e sonho têm a mesma matéria... Beijo

Anônimo disse...

se a realidade funciona, a matéria fica atenta!

te beijo

Taís Morais

diovvani disse...

Wilson, Clauky, lhe falou sobre o projeto LEITURA PARA TODOS (poesia nos ônibus) aqui de minha cidade? Caso queira participar envie no diovvani@yahoo.com.br uns 10 ou 20 poemas. Ficarei feliz de topar, ok? AbraçoDasMinas.

Lino disse...

Wilson:
Talhar a realidade em madeira a partir de um sonho é um trabalho de Hércules.
Talvez seja melhor afundar-se nos sonhos e fugir da realidade.

Loba disse...

Eita! Que bom driblar o tempo e passar por aqui! pra variar, poema da melhor qualidade.
Beijog rande, poeta. Saudade grande tb!

Val Freitas disse...

e vive, inclusive.
claríssimo fica isto, Wilson.
parabéns.