quarta-feira, dezembro 19, 2007

eu também eu também

sou
a parede
onde

colo
o ouvido
quando

quero
ouvir o
cor-

ação
do
segredo

11 comentários:

Vieira Calado disse...

Bem feito, o poema!
Aproveito para desejar um
BOM NATAL.

A Gata por um Fio disse...

Vim te deixar um Feliz Natal, poeta...

Loba disse...

Eu também... queria ser um segredo!!! rs...
Feliz natal, poeta querido! Muitos beijos, muito carinho e até daqui a pouco - no outro ano!

Anônimo disse...

Olá, Wilson! Meu camarada, antes de mais nada quero comentar a tua presença no livro Trilhas, sa Loba! Muito boa a seleção de seus poemas! Com certeza o coração do segredo pulsa bem escondido, no meio das paredes...
Boas festas para ti!


l. rafael nolli
www.rafaelnolli.blogspot.com

Cynthia Lopes disse...

Grande poeta, passei para desejar Boas Festas e sempre lindos e novos versos!!!! Bjs, Cynthia

Fernanda Passos disse...

Um natal e Ano Novo repletos de realizações e força p enfrentar as vicissitudes da vida.

Abraço!
Beijo grande

manda seu email p mim. gostaria de falar sobre as coletâneas da CBJE c vc.

Alex Pinheiro disse...

Eu também, eu também, hahaha

Um "pecado" que compensa pela invasão,,, o estupro da privacidade alheia me incomoda, rs

Felicidades no ano que chega envelhecendo a humanidade! Felicidades!

Abraços e curiosas invenções!

Marcela Bertoletti disse...

Gostei do blog e dos poemas!

Beijos

Marcela

Priscila Lopes disse...

Parabéns! Você foi o garimpado da vez no blog Garimpo Literário do Café&Revista:

http://www.cafeerevista.com.br/blog.php?id=62

Feliz 2008 para você: SUCESSO!


Apareça também no Cinco Espinhos.

jaleco disse...

nossa guanais,a capa do prox.livro ficou showwwww!gostei

jaleco disse...

E o poema curto,que proporciona uma longa viagem.