segunda-feira, dezembro 10, 2007

tese

mais
denso
o vôo
dos pássaros

onde
o susto
(que antecede
a fuga)

solidifica
o
ar

4 comentários:

loba disse...

bela tese! é como às vezes a gente se sente ao respirar saudade: o ar, de tão sólido, mistura passado-presente-futuro!
beijão

Fernanda Passos disse...

amo a tua capacidade de síntese. em geral n consigo escrever assim. perdi o caminho daqui, mas de tanto procurar, acabei encontrando e não perco mais.

admiro muito vc, poeta.

sou sou fã.

Fernanda Passos disse...

posso linkar vc em meu blog? sei que o pedido é tardio. perdoe meu atraso.

Priscila Lopes disse...

Bom encontrá-lo por aqui. Li poema teu em uma das últimas seletivas da CBJE e gostei muito. Participei de várias delas este ano, mas agora vou dar um tempo. Primeiro porque na última (da qual você fez parte), eles destruíram todos os poemas colocando-os daquela forma que julgaram "poética". Segundo porque o critério de seleção é péssimo. Mas você é bom, muito bom. Vim aqui conferir teu talento.

Apareça no Cinco Espinhos, nosso blog de "críticas" literárias em forma de literatura. Além dos nossos, toda semana temos a seção Garimpo Literário ("novos" escritores) e "Como diria..." (famosos). A seleção fazemos nós mesmas, espontaneamente.

Abraços!