terça-feira, maio 01, 2007

Súbito

no
fim
do túnel
uma
luz

acesa
na
escuridão
que
sou

6 comentários:

Loba disse...

Quero mais é que esta luz te cegue, viu poeta? rs...
Beijo

Leandro Jardim disse...

gostei! Um hai-kai de pé! hehe

abraço Jardineiro

ah! e sobre poema no "Outros Poemas" autorizadíssimo!

douglas D. disse...

gostei.
abs.

Márcia disse...

Nem imagina o quanto fiquei feliz com o Estações. Belíssimo!
Muitos beijos. E obrigadíssima! ;)

Dora disse...

Uma luz que irá iluminar a escuridão de dentro e de fora...espero...
Beijo meu.
Dora

Taís Morais disse...

se pode abraçar a luz???

te beijo

Taís