segunda-feira, janeiro 21, 2008

Crônica

Meu vizinho barulhento
não me deixa escrever
- o mal amado
conhece minha fraqueza
sabe que
estou em desvantagem

eu preciso de poemas...
eu preciso de poemas...
eu preciso de poemas...
preciso de
poemas pra ser
um idiota completo

e
ele não precisa de nada.

6 comentários:

Juliana Caribé disse...

Em compensação, talvez ele precise de subterfúgios para ser feliz. Você talvez não.

poetas_lusófonos disse...

Oi Wilson, sua presença abriu uma lista de possibilidades literárias, veja lá em outros espaços literários
grande abraço
Frô

alex pinheiro disse...

haha,,, Viver em sociedade tem desses desconfortos, mas fazendo deles "crônica"´já está ótimo! rs

Abraços e revoltadas invenções!

Cynthia Lopes disse...

Yes, nós precisamos de palavras e versos!!!!!!!!! Prá encher este mundo de tudo que existe de mais bacana em nós mesmos, e nem importa se o mundo não tá nem aí, eu vivo dos seus, dos meus e de tantos outros poemas que habitam o ar e se escondem em nossas mãos para serem revelados!!!!!!!! Bjs, da sua poetamiga, Cynthia

bruninha disse...

oi wilson que crônica hein

temos disso aqui tambem

Dora disse...

O idiota do vizinho faz barulho porque é idiota completo. Você faz poemas, porque é um poeta completo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Beijão!!!!!!!!
Dora